Estado Theta

Baixa autoestima pode levar a depressão? Descubra a relação entre ambos!

Atualizado em 16/12/2019

Há como alguém que tenha baixa autoestima desenvolver depressão? Esses dois problemas possuem alguma relação? Seriam a mesma coisa?

Uma coisa precisamos entender: ninguém é perfeito. Todos nós temos nossos defeitos, do mesmo modo como temos também nossas qualidades.

O problema é que muitas pessoas acabam focando num ponto e esquecem-se de observar outros aspectos importantes.

Para alguns, ser muito inteligente é algo extremamente necessário, para outros a quantidade de seguidores numa rede social, já outros prezam pela beleza e não medem esforços para conseguirem melhorar a aparência, custe o que custar.

Com isso, a pessoa passa a não mais prestar atenção ao seu mundo interior, mas foca agora apenas no exterior. E os julgamentos começam, afetando seu estado emocional.

Há quem julgue a si mesmo de maneira tão elevada a ponto de ela mesma consegue se colocar para baixo. E aqui se inicia a jornada de desprezo, desvalorização, insegurança, etc. No entanto, o pior ainda pode vir.

Depressão ou baixa autoestima? Saiba diferenciar

A autoestima é o modo como você vê a si mesmo e o que você sente por você. E quando existe uma baixa autoestima, surgem então os sentimentos de diminuição de si mesmo.

Você tem insegurança, acha que não tem tanta importância no mundo, que não é capaz, entre outros.

O que significa que a autoestima baixa é quando você se coloca como inferior as outras pessoas. E isso pode ser tanto fisicamente (em questão de beleza) quanto em questão de inteligência. Podendo isso ocorrer no dia a dia ou no ambiente de trabalho.

Quem possui a autoestima baixa também pode estar a todo tempo vendo-se de forma negativa e apontando seus fracassos e erros. E até mesmo pode interpretar as coisas que acontecem consigo como o resultado do quão inferior e incapaz é.

Você cria uma realidade da qual precisa se defender, na qual será sempre vítima e onde dará mais atenção aos comentários negativos.

Em contrapartida, a depressão trata-se de algo muito mais forte. Enquanto ela é uma doença mental, a autoestima baixa é um sentimento.

Uma pessoa que sofre com depressão perde o interesse pelas coisas que antes eram uma enorme paixão na sua vida. Surge uma angústia sem motivo aparente e tudo isso acaba deixando-a incapaz de seguir com sua vida.

Sendo necessário auxílio psicológico e, muitas vezes, o uso de determinados medicamentos e de terapias.

baixa autoestima

Quando a baixa autoestima evolui para depressão

Ainda que a autoestima baixa não seja o que causa depressão, ela pode sim evoluir para esse problema mais grave (que é uma doença).

Alguém que não valoriza a si mesmo, que não acredita nas suas capacidades, que sente-se sempre inseguro e também possui dificuldades em se relacionar com outras pessoas no seu círculo social pode acabar sofrendo de depressão. Pois esses sentimentos podem fazer com que a pessoa venha a definhar.

O modo como você vê a si mesmo pode definir o seu caminho.

Quando você passa a criticar tudo o que faz, achar que nada está bom, que não tem capacidade para isso, passa a se cobrar demais, etc. Então começa a desenvolver outro problema, que pode ser visto como uma ponte para a depressão: a ansiedade.

Da ansiedade vem o medo de errar, de se criticado, vem as noites mal dormidas, depois há a sensação de impotência. Assim você começa a se isolar do mundo, algo muito perigoso que se inicia.

O que vem em seguida é a desconfiança, achar que as pessoas estão se afastando de você e, assim, vai perdendo sua capacidade de se socializar. Problemas que surgem a seguir são: dificuldade de se relacionar no trabalho, perda de produtividade, etc.

É uma bola de neve que vai rolando e ao final torna-se algo realmente grande a ponto de interferir drasticamente na sua vida social.

E conforme tudo isso vai crescendo, aí surge a depressão e outros problemas como mais ansiedade, síndrome do pânico, sintomas físicos como palpitações, dores de cabeça, entre outros.

Como você mesmo pôde ver, apesar da autoestima baixa não ser a única causa da depressão e não ser a mesma coisa que ela, ambas possuem uma relação bastante estreita.

Risco a vida

Obviamente que o que causa depressão não é apenas a baixa autoestima, mas muitos indivíduos que sofrem com a doença tiverem antes um quadro de sentimento de inferioridade.

De acordo com o Dr. Michael Marmot, um pesquisador britânico, uma pessoa que tem sentimentos de baixa autoestima pode ter sua vida reduzida. Segundo Marmot, numa publicação que ele fez no British Medical Journal no ano de 2003, as pessoas que possuem depressão, por exemplo, podem ter seu organismo mais vulnerável a enfermidades e terem uma qualidade de vida ruim.

O Dr. Michael Marmot ainda relata que cerca de 1/3 da população mundial apresenta esse problema. Devido a isso, essas pessoas terão uma vida mais curta.

Como muitos devem saber, isso acontece porque quando uma pessoa se encontra deprimida ou frequentemente tem sentimentos negativos, isso faz com que seu sistema imunológico enfraqueça e, assim, o corpo fica susceptível a doenças.

O que preciso fazer agora?

O primeiro passo para lidar com a autoestima baixa é livrar-se de sentimentos ruins e afastar-se de pessoas negativas ou que façam você se sentir para baixo.

Se quer ser uma pessoa melhor, mais forte, decidida e imponente, então comece também tirando da sua cabeça que você é inferior, que não tem capacidades, que é culpado de tudo o que acontece, que é fraco, etc.

Também trate de eliminar da sua vida o medo, a insegurança e pare com as autocríticas. Se você mesmo não começar a se amar, então quem irá? Evite estar sempre buscando a aprovação dos outros e comece a se importar com sua opinião sobre si mesmo. Afinal de contas é impossível agradar a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *