Estado Theta

A relação entre atividade física e autoestima

Atualizado em 27/12/2019
atividade física e autoestima

A prática de atividade física traz muitos benefícios físicos e psicológicos. E no tocante aos benefícios psicológicos, a autoestima é um deles.

Não é de hoje que ouvimos que praticar esportes ou qualquer outra atividade física gera resultados positivo em nossas vidas. O grande problema é que muitas pessoas, apesar de conhecerem sobre isso, ainda o negligenciam.

É por isso que esse artigo tem o objetivo de mostrar os benefícios das atividades físicas para o psíquico de uma pessoa. Assim, buscarei incentivar a adoção deles em sua rotina.

Atividade física e autoestima: descobrindo quem você é

Entendemos como autoestima a percepção psicológica e o valor (positivo ou negativo) que uma pessoa tem de si mesma.

De acordo com a professora Margaret Talbot, presidente do International Council of Sport Science and Physical Education (Conselho Internacional de Ciência do Esporte e Educação Física), atividades físicas como esportes, danças, etc, ajudam os jovens a descobrirem quem são.

Ainda, de acordo com ela, a atividade física pode até mesmo ajudar a lidar com crenças limitantes. Assim, uma pessoa pode passar a ver-se de modo diferente do que estava acostumada, conseguindo enxergar seu verdadeiro potencial.

A saúde é um dos bens mais preciosos que temos. E quando falo em “saúde”, no tema abordado hoje, não me refiro apenas a saúde física.

Atualmente, os casos de doenças psicológicas tem disparado e afetado tanto a vida pessoal quanto a vida profissional de muitas pessoas

Pessoas com autoestima baixa tendem a ser menos produtivas e não conseguem se relacionar bem (o que gera danos a, por exemplo, o trabalho em equipe). Sem contar as diversas oportunidades que elas perdem devido a isso.

 

Mais benefícios das atividades físicas

Ser uma pessoa ativa afeta a autoestima de maneira positiva. Logo, as atividades físicas são altamente eficazes para isso.

Quando falo de “atividade física” não me refiro a passar horas numa academia ou ter uma pratica intensiva de exercícios.

No entanto, essa não é uma má ideia se você busca definir o corpo. Ainda mais porque quando você fica com um corpo em boa forma, então se sente melhor consigo mesmo. E não vamos negar que isso melhora bastante a autoestima também.

Mas a atividade física qual me refiro aqui é fazer alguns minutos de caminhada, andar de bicicleta, praticar dança, entre outros. Isso melhora sua saúde e faz você se sentir muito melhor.

Como é a mente que domina o corpo, logo, mesmo que o seu corpo esteja bem, se a sua mente não está, ele é afetado com isso.

Pessoas que sofrem com autoestima baixa podem até mesmo sentirem-se cansadas, fadigadas, etc. Há ainda aquelas que apresentam outros sintomas físicos como dores de cabeça e dores no corpo.

É importante que os exercícios e atividades sejam adaptados as características de cada pessoa.

 

Relação com outras doenças psicológicas

A prática de atividade física está ainda ligada com o combate a outras doenças psicológicas como ansiedade e, o grande mal do século, a depressão.

No entanto, além dessa relação, ainda existe o vínculo entre a autoestima baixa e a depressão. Essas duas estão estreitamente relacionadas.

A autoestima baixa é um dos problemas que as pessoas com depressão tem que enfrentar.

E o simples fato de tirar alguns minutos para cuidar de você, fazer uma caminhada, dançar, andar de bicicleta, para se desconectar das situações estressante, etc, já lhe fornece uma paz interior imensa.

No entanto, se você sente que já não consegue se levantar sozinho, então é importantíssimo que busque ajuda de um especialista. É necessário colocar sua vida em ordem antes de iniciar qualquer outra coisa.

 

A maneira que lhe é mais cômoda e gera mais satisfação é a que dará mais resultados

Para muitas pessoas, o melhor é praticar uma atividade física numa academia, sob a supervisão e orientação de um profissional. Assim elas conseguem uma motivação muito maior do que seria se fizessem isso sozinhas.

Sem contar que a orientação de um profissional pode ajuda-las a chegarem mais rápido aos seus objetivos.

Enquanto isso, outras pessoas preferem sair para caminhar ao ar livre, sejam sozinhas ou com algum familiar, etc. E o contato com a natureza ainda pode ser outro benefício para elas, respirando ar puro.

Não importa, escolha a forma que te deixa mais feliz e satisfeito e siga desse modo. O importante é começar a praticar alguma atividade física desde já, pois isso te trará muitos benefícios. Você sentirá que gradativamente a sua segurança e autoestima melhorarão. E sentirá também mais confiança em si mesmo, acreditando que é capaz de enfrentar qualquer coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *