Estado Theta

Alguns dos principais tipos de reiki

Atualizado em 27/12/2019

Conheça agora alguns dos principais tipos de reiki e também suas características e aplicações.

 

Reiki Tradicional Usui

O Usui é o mais tradicional que existe dentre os tipos de reiki, tendo como base os princípios da técnica energética. O pai do Reiki, Mikao Usui, foi quem ensinou esse tipo de Reiki. Essa técnica debruça-se, além dos princípios do Reiki, nos poemas do Imperador Meiji.

Para esse tipo de Reiki há 4 níveis: nível 1 - Shoden; nível 2 – Okuden; nível 3 – Shinpiden; nível 3B - Gokukaiden.

 

Reiki Usui Tibetano

Esse é um dos tipos de Reiki que possui os mesmos princípios dos demais para a cura espiritual, mas a diferença está nos símbolos utilizados e os níveis.

No Usui Tibetano, em vez de 4 símbolos, conta-se com 7 ou mais, a depender da situação. E tais símbolos são: Dai-Ko-Myo Tibetano, Raku, Fogo Serpente, Dragão de Fogo e Tummo.

Já quanto aos níveis, ele é composto por 4, sendo eles: primeiro nível, segundo nível, terceiro nível e perícia. E cada um desses níveis conta com uma cerimônia para ajustar o fluxo dos canais ou ativá-los.

Reiki Karuna

Esse é semelhante aos demais tipos de reiki baseados no Usui, com o intuito de amenizar a dor e o sofrimento. A diferença mesmo está na quantidade de símbolos utilizados, onde nele há muitos.

O Reiki Karuna possui dois níveis, onde em cada um deles há também subníveis. De acordo com profissionais praticantes da técnica, o Karuna seria um completo ao Reiki tradicional.

Esse tipo de Reiki tem grande foco no lado emocional, onde se busca fazer com que o praticante entre em contato com o seu interior mais profundamente. Como dito, tal técnica é um complemento ao Reiki tradicional, logo, ela não é voltada para iniciantes.

 

Reiki Xamânico

Esse Reiki entende que o ser humano é uma parte integrante da natureza, devido a isso, ele precisa estar em contato com ela, buscar uma ligação desde o seu íntimo. Ele parte das tradições e crenças indígenas.

O Reiki Xamânico pode ser visto como uma mistura da técnica tradicional com a adoção de elementos que estejam relacionados as práticas de xamãs da Nação Cheyene. Nisso, esse é um dos tipos de reiki onde podem ser utilizados objetos como cristais e sons, com o intuito de estabelecer o equilíbrio entre os elementos naturais no corpo de um indivíduo.

 

Esclarecendo algumas das principais dúvidas sobre reiki

A seguir nós reunimos algumas das principais dúvidas sobre o Reiki e as esclarecemos para você.

Oque é e para que serve o Reiki?

Reiki significa “energia universal”, com “Rei” significando “universal” e “Ki” significando “energia”.

O Reiki é uma técnica japonesa de imposição de mãos que faz uso da energia para gerar revitalização e restaurar a harmonia do corpo.

Como o reiki funciona?

O praticante de Reiki, chamado de reikiano, pode fazer uso da técnica em si mesmo e em outras pessoas.

Por meio da imposição das mãos em determinadas regiões do corpo é possível tratar diferentes tipos de enfermidades e amenizar sintomas de outras.

Quais são os efeitos do reiki?

Atualmente ele tem sido utilizado como terapia complementar em hospitais para aliviar dores e tensões.

Problemas como ansiedade, insônia, dores no corpo, dores de cabeça e até mesmo depressão tem sido tratados com essa terapia alternativa. O Reiki tem sido utilizado também como terapia complementar para quem tem câncer.

Reiki e religião: há alguma ligação?

Reiki é religião ou prática terapêutica? O reiki nada tem a ver com religião, mas ele trata-se apenas de uma dentre tantas terapias holísticas com a finalidade de proporcionar bem-estar emocional e físico.

Muitos chegam a acreditar até que a prática tenha alguma relação com o espiritismo, mas na realidade não tem.

Alguns chegam a crer nessa relação devido a que o reiki ajuda também a equilibrar as emoções. Por conta disso, crê-se que há um chamado “reiki espiritual”. Logo, nenhum dos tipos de reiki tem ligação com religião.

Quando o reiki foi criado?

O Reiki foi criado no ano de 1922 pelo japonês Mikao Usui, também conhecido como Usui Sensei.

Para a criação dessa técnica, Usui Sensei estudou uma outra técnica que também faz uso da energia vital, tal técnica era conhecida como Kiko.

Quais os benefícios do reiki?

Os benefícios dessa prática podem alcançar tanto quem a domina quanto quem é tratado por ela.

Ela ajuda a reduzir o estresse, a ansiedade, faz com que a pessoa tenha mais autocontrole, melhora o equilíbrio emocional, fortalece o sistema imunológico, aumenta a tranquilidade e a paz, ajuda no alívio ou eliminação das dores e dores crônicas e também pode ser eficaz para controlar ou combater os sintomas da depressão.

O que são as terapias alternativas?

As terapias alternativas são tratamentos que focam no ser humano, em outras palavras, elas não analisam um elemento em isolado. Essas terapias focam no emocional, físico e psicológico de uma pessoa e no modo como ela se relaciona com o meio onde está inserida.

Mas tais terapias podem ser vistas também como um complemento aos tratamentos convencionais para uma determinada doença.

O que é tratamento holístico?

Tratamento holístico ou terapia holística é uma prática que busca o equilíbrio do organismo, pois crê-se que o desequilíbrio é a causa de muitas enfermidades (físicas e emocionais).

Para isso são utilizados métodos como: estimular o indivíduo a descobrir o seu papel no mundo e a entender mais sobre si mesmo e o seu corpo (promovendo o autoconhecimento), podem ser usados também estímulos naturais, etc.

O que faz um terapeuta holístico?

O papel do terapeuta holístico é ajudar o paciente a entender mais sobre si mesmo, a encontrar equilíbrio em sua vida. É a busca pelo equilíbrio entre o psíquico e o corpóreo.

E para isso esse terapeuta utiliza os princípios da terapia holística e enxerga o paciente como um todo para conseguir solucionar o seu problema, além de fazer com que o próprio paciente enxergue assim também.

Parceiro
sessao online de thetahealing

Há recomendações em como fazer reiki?

O Reiki pode ser aplicado em praticamente qualquer pessoa. No entanto, há algumas recomendações importantes: ele não pode ser aplicado em pessoas que tenham passado por cirurgia, já que há risco de ocorrer uma hemorragia; essa técnica também não pode ser aplicada em conjunto com algum tipo de anestesia, uma vez que ela mesma já é um tipo de técnica que causa um efeito anestésico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *